PODCASTS

Rodrigo Varotti | 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com hábitos simples


No calendário, outubro foi o mês escolhido para a campanha de “Prevenção ao Câncer de Mama”, com o objetivo de conscientizar e alertar a sociedade sobre o diagnóstico precoce.
 
A campanha começou no início da década de 1990 quando aconteceu a primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova Iorque. O laço cor de rosa foi criado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da corrida, e, desde então, é promovida anualmente na cidade.

O câncer de mama é o tipo de câncer mais diagnosticado em mulheres no mundo.  É a principal causa morte com aproximadamente 1.6 milhões de novos casos e mais de meio milhão de óbitos por ano. No Brasil é o tipo de câncer que mais acomete as mulheres excluindo o câncer de pele não melanoma.  Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), temos a estimativa para 2021 de 66.280 novos casos de câncer de mama no Brasil. E 18.295 mortes em decorrência dessa grave doença.  




Para Rodrigo Varotti, ginecologista e Coordenador do curso de Medicina da FAM (Centro Universitário das Américas), o autoexame é de extrema importância para antecipar o diagnóstico, além disso, é preciso ficar atentos a alguns fatores que contribuem para o aparecimento da doença.

“A realização do autoexame é essencial, pois permite à mulher identificar tanto alterações no formato, tamanho e consistência das mamas, assim como a presença de lesões que sejam palpáveis. Já os exames de imagem são importantes, pois podem trazer uma suspeita do câncer de mama antecipando o diagnóstico e impactando diretamente a eficácia em seu tratamento”, afirma o ginecologista.
O Ministério da Saúde remenda que a mamografia de rastreamento, indicado quando há sinais e sintomas suspeitos, seja disponibilizada para mulheres entre 50 e 69 anos, a cada dois anos.

Para Varotti, alguns fatores estão relacionados diretamente ao aumento do risco da doença como: obesidade, sedentarismo, tabagismo, consumo de bebidas alcoólicas. Enquanto a amamentação é percebida como um fator protetor.

Cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com hábitos simples e saudáveis. A prática de atividade física e o baixo consumo de bebidas alcoólicas são grandes aliados para uma saúde perfeita. Além da realização do autoexame e a consulta regular ao médico especialista.

Serviço
Dr. Rodrigo Varotti
Coordenador do Curso de Medicina da FAM
www.instagram.com/rodvarotti



Bio
Dr. Rodrigo Varotti possui doutorado pela Faculdade de Medicina do ABC (2020), mestrado pelo Instituto de Assistência ao Servidor Público do Estado - Hospital do Servidor Público Estadual Francisco Morato de Oliveira (2014), aperfeiçoamento profissional em Histeroscopia Diagnóstica e Cirúrgica pela Faculdade de Medicina do ABC (2008-2009), aperfeiçoamento profissional em Docência no Cenário do Ensino para a Compreensão pelo Centro Universitário FAM (2017), residência médica em Ginecologia e Obstetrícia pelo Hospital e Maternidade Leonor Mendes de Barros (2006), título de especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Associação Médica Brasileira e Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (2006), e graduação em Medicina pela Universidade São Francisco (2003). Atualmente é Coordenador do Curso de Medicina do Centro Universitário das Américas - FAM





VEJA TAMBÉM



PODCASTS  |   03/12/2021 18h09





PODCASTS  |   26/11/2021 20h15


PODCASTS  |   20/11/2021 09h40